Festas
do DJ 440

Créditos- José Britto_-40.jpg

Além de discotecar, o DJ 440 também é produtor e possui algumas festas em sua carreira. 

TERÇA DO VINIL   15 anos

Ano de 2007. Uma vitrolinha antiga, pouco mais de 30 discos, papo furado com os amigos e umas cervejas num conhecido bar de Olinda. O que sete anos atrás começou como uma brincadeira,  hoje é o famigerado projeto TERÇA DO VINIL, que aos poucos se tornou parte da cidade, programa tradicional de notívagos locais e Turistas das mais diversas localidades e nacionalidades. Tendo início em Olinda e atualmente ancorados em Recife, todas as noites de Terça do ano, clássicos da Música Brasileira, Raridades e Novidades no meio Fonográfico movimentam as noites da Veneza Brasileira.

O projeto possibilita ainda, o intercâmbio musical, recebendo regularmente variados convidados, entre DJs locais, nacionais e internacionais, colecionadores e artistas amantes das bolachas preta, o que faz cada noite do projeto ser única.

Em 2013 foi o projeto foi eleito pela revista VEJA como melhor balada durante a semana (Melhores da Cidade 2013/2014).

  • Preto Ícone Spotify
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
TERÇA NO CAIS DO SERTÃO.jpg
Edifícios coloridos

CUBANA

A Cubana de Rua é um projeto de difusão da música latina a partir da ocupação de espaços públicos. No Recife, uma iniciativa que tem o ritmo cubano como matriz, é realizada pelo no bairro de Beberibe, na Zona Norte da capital pernambucana, onde os ritmos latinos são as estrelas da noite dos que gostam de bailar. Acontecendo há mais 25 anos no Alto Santa Teresinha, a tradicional ocupação de ritmos latinos no Recife tem sede no Clube Bela Vista e ocorre duas a três vezes por mês. Sob o comando e a discotecagem dos experientes Edinho Jacaré, já falecido, e do resistente Valdir Português, a noite, nesses dias, vira Cubana, e a pista é para quem gosta de dançar a dois ao som da salsa, cumbia, bolero, guaracha, pregón, guaguancó e até chorinho. Além de ter sido retratada em programas de televisão, foi registrada no documentário Desde Cuba Hasta Pernambuco (2005, 31 min.), do diretor Nilton Pereira, e foi a inspiração para a música Bela Vista, do grupo olindense Academia da Berlinda.

 

No Clube Bela Vista o salão não tem restrições de idade – jovens, adultos e idosos tomam o local, e o pré-requisito é um só: gostar de dançar. Não precisa nem ter técnica, basta um pouquinho de coragem para aceitar o convite de quem já sabe. Neste cenário, e com o intuito de aproximar a festa dos recifenses que não sobem o morro e desconhecem o evento, o produtor cultural Juniani Marzani, mais conhecido como DJ 440, se inspira nas tradicionais noites Cubanas dos morros recifenses e quer propor um intercâmbio entre as raízes de Havana com a discotecagem mais tradicional da cidade.

VINIL em BRASA

Atividades encerradas

  • Instagram
Vinil em Brasa 18 por Iggor Gomes 05.jpg